Gás mostarda

O agente mostarda recebeu esse nome devido supostamente ao cheiro ou gosto (cebola, alho ou mostarda) e coloração. A primeira utilização ocorreu em 12 de junho de 1917, em um ataque alemão contra as tropas britânicas nas trincheiras de Ypres, Bélgica, e assim, a mostarda também ficou conhecida como Iperita. Alguns meses após o primeiro ataque, ambos os lados estavam utilizando o agente mostarda.

Sua introdução ocorreu no último ano da I Guerra e provocou 70% da vitimização por armas químicas, os outros 30% foram causadas por cloro e fosgênio. Foram 180.983 os soldados britânicos vítimas da guerra química, dos quais 160.970 (88,5%) devido à exposição ao agente mostarda e, destes, 4.167 (2,65%) morreram.

Entre os soldados americanos, 36.765 foram vitimados devido à exposição aos agentes químicos de guerra, 27.771 (75%) o foram devido à exposição ao agente mostarda. Durante a II Guerra Mundial não ocorreu o emprego do agente mostarda, no entanto, em dezembro 1943, ocorreu um ataque alemão a um navio americano carregado de agente mostarda, produzindo 617 vítimas. Durante a Guerra Irã-Iraque, estima-se que o agente mostarda tenha ocasionado em torno de 45.000 vítimas.

O agente mostarda foi amplamente empregado como arma química de guerra, porém, atualmente não tem emprego industrial.

O gás mostarda tem uma ação visicante poderosa, isto é, forma na pele vesículas ou bolhas com gravidade (conforme ilustram as figuras) e causa dor intensa, o tratamento é muito demorado. As queimaduras com o gás mostarda podem variar de primeiro e segundo grau, podendo chegar a ser tão severas e desfigurantes como as de terceiro grau. As queimaduras severas podem ser fatais, ocorrendo à morte alguns dias ou até semanas após exposição.

ScreenHunter_41 Mar. 26 12.33

Em contato com os olhos causa dilaceração, prurido, queimadura, dependendo da intensidade da exposição, pode provocar danos na córnea e dor severa. A inalação do gás mostarda provoca espirros, epistaxe, rouquidão, tosse seca, dispnéia, se inalado em concentração elevada causa sangramento e formação de vesículas também nas vias respiratórias danificando a mucosa e causando edema pulmonar.

                                                            ScreenHunter_42 Mar. 26 12.36                             

                                                             ScreenHunter_43 Mar. 26 12.36

One thought on “Gás mostarda

  1. Pingback: Gás Mostarda | Tox Planet

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Please type the characters of this captcha image in the input box

Please type the characters of this captcha image in the input box

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>